4 razões para fazer o balanço patrimonial da sua empresa

4-razoes-para-fazer-o-balanco-patrimonial-da-sua-empresa15447
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Para gerir com mais eficiência a sua empresa, nada melhor do que informações que realmente mostrem como está o seu patrimônio. Mas será que você sabe onde encontrá-las? Neste post, você vai ver 4 razões para fazer o Balanço Patrimonial da sua empresa e que lhe poderão ser úteis não só na hora de administrar, mas também para manter o seu negócio dentro dos preceitos legais, além de te ajudar a conseguir empréstimos e outras vantagens que só empresas que estão em dia com esta demonstração têm. Confira:

O que é o Balanço Patrimonial?

O Balanço Patrimonial é uma demonstração contábil obrigatória para a maioria das empresas e que representará a composição patrimonial, ou seja, os bens, direitos e obrigações de uma determinada pessoa jurídica em um período de tempo. De um lado está o Ativo, representado pelos bens e direitos, como é o caso do caixa, clientes, móveis entre outras contas; do outro está o Passivo, que são as obrigações da empresa como, por exemplo, fornecedores, impostos a recolher e salários a pagar. A diferença entre o que a empresa tem em bens e direitos e as suas obrigações vai gerar a riqueza líquida. Esta parte do balanço é conhecida como Patrimônio Líquido.

Por que fazer o Balanço Patrimonial da empresa?

1. É exigido por lei

Como você já viu, existe a questão legal que exige o Balanço Patrimonial para quase todas as empresas, com exceção do Microempreendedor Individual, que é um tipo mais simplificado de sociedade. A Lei 6.404/1976 obriga a confecção dele para todas as empresas brasileiras.

2. Dá suporte aos gestores

Uma de suas maiores funções é suprir a necessidade de informações — tanto financeiras quanto patrimoniais — de uma empresa para aqueles que fazem a sua gestão, tornando assim o Balanço Patrimonial e as informações que ele fornece essenciais para a tomada de decisão. Uma empresa que só utiliza o fluxo de caixa, por exemplo, fica restrita a informações de entrada e saída de recursos — o que não possibilita conhecer todo o conjunto patrimonial e sua representatividade em um dado momento.

3. Fornece informações úteis para usuários externos

É comum, também, que bancos ou instituições financeiras requisitem o Balanço Patrimonial atualizado na hora de fornecer empréstimos ou financiamentos, já que este apresenta os elementos que mostram se a empresa tem ou não capacidade de pagamento. Os fornecedores de matérias-primas ou produtos para empresas também costumam pedir o Balanço Patrimonial e, com base nele, fazem suas políticas de cessão de crédito e até mesmo de preço de acordo com os dados ali apresentados.

4. Permite a participação em licitações

Por fim, caso uma empresa queira participar de uma licitação — que é um processo de venda de produtos e serviços para órgãos públicos — é preciso que ela esteja em dia com suas questões legais e societárias, o que remete à correta elaboração e apresentação do Balanço Patrimonial, entre outras demonstrações e informações contábeis. Neste post você viu a importância de um Balanço Patrimonial não só para a gestão, já que esta demonstração oferece valiosas informações sobre a composição do patrimônio de uma empresa, mas também para fins legais e até mesmo para a obtenção de empréstimos, financiamentos e crédito junto a fornecedores. Que tal conhecer nossas soluções inteligentes e otimizadas de acordo com a sua empresa para melhorar ainda mais a organização e a geração de suas informações? Assine nossa newsletter e fique por dentro de outras informações que podem ser decisivas para o se negócio!